Saiba mais
Idioma
Menu
Menu
Idioma

Assinatura do Rota 2030 vai promover novos investimentos já no próximo ano

08 NOV 2018 - 00H00 | ATUALIZADA EM 08 NOV 2018 - 16H20

Na manhã desta quinta-feira, 08, o presidente da república, Michel Temer, assinou o decreto que regulamenta a medida provisória do Rota 2030, programa de incentivos para o setor automobilístico brasileiro. Com isso, as montadoras deverão seguir regras que irão melhorar a eficiência energética e a segurança na produção de veículos, tornando a indústria nacional mais competitiva.

“Com a aprovação do Rota 2030, a indústria pode realizar novos investimentos e se desenvolver ainda mais nos âmbitos de segurança energética, veicular e nos programas de pesquisa e desenvolvimento. Com o mercado regulado, ele pode fazer um planejamento sobre o que vai desenvolver. Acredito que já agora no próximo ano sentiremos um retorno positivo em toda a indústria”, avalia Ricardo Guggisberg, presidente executivo da Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE).

A principal medida do novo regime é a concessão de até R$ 1,5 bilhão por ano de crédito tributário à indústria, caso as montadoras participantes do Rota 2030 invistam, pelo menos, R$ 5 bilhões ao ano em pesquisa e desenvolvimento. Na última votação no Senado, antes da aprovação do presidente, foi incluído um dispositivo que especifica que os veículos híbridos equipados com motor Flex (gasolina ou álcool) poderão ter redução de, no mínimo, três pontos percentuais na alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) em relação aos veículos convencionais, de classe e categoria similar, equipados com esse mesmo tipo de motor.

Escrito por: Comunicação Veículo Elétrico Latino Americano